Falso: Weintraub posta gráfico da Wikipédia para falar de “evolução de prisões arbitrárias”

Imagem não passa de um simples exemplo contido no verbete "gráfico" do Wikipedia; gráfico inclusive é de 2010

0
4156

Circula nas redes sociais um gráfico junto de uma mensagem que atribui os dados contidos nele a “prisões arbitrárias, violações de lares e processos inconstitucionais contra conservadores”. É FAKE.

A mensagem, que foi disseminada pelo ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, tem sido bastante compartilhada nas redes sociais.

O gráfico, porém, não passa de um simples exemplo contido no verbete “gráfico” do Wikipedia. A imagem é de 2010 e não tem qualquer relação com “prisões arbitrárias”. Sua descrição diz: “Exemplo de gráfico x-barra para um processo que experimentou um desvio começando à meia-noite”.

Veja tweet com informação falsa:

Weintraub copia gráfico genérico da Wikipédia e compartilha fake news  contra STF

No mesmo Wikipedia, o gráfico, também chamado de controle, é descrito como sendo “usado para monitorar a média e o intervalo de variáveis ​​normalmente distribuídas simultaneamente, quando as amostras são coletadas em intervalos regulares de um negócio ou processo industrial”.

O eixo x já deixa claro que são levados em conta horários, e não dias, meses ou anos — o que faz a teoria da mensagem falsa não ter nenhum sentido.

A mensagem falsa tem como um dos alvos o ministro do STF Alexandre de Moraes, que tem determinado prisões e buscas contra envolvidos em atos antidemocráticos.

Não há, porém, qualquer levantamento que endosse um aumento de prisões arbitrárias, muito menos de “conservadores”, no Brasil.

Além disso, no caso das prisões determinadas por Moraes, as decisões atenderam a solicitações da Procuradoria-Geral da República (PGR). Nos mais recentes pareceres, a subprocuradora Lindôra Araújo argumenta que as manifestações dos envolvidos “ultrapassam os limites da liberdade de expressão” e possuem “nítidos contornos criminosos”.

No entendimento da ONU, prisão arbitrária é aquela que não tem base legal ou que, por deficiência do sistema jurídico, leva ou mantém na cadeia quem não precisa ficar preso.

O conteúdo falso também foi checado pela Agência Lupa.

Do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui