Surto gripal: unidades de saúde de Conde entram em recesso e Karla volta atrás após polêmica

Um cartaz é visto fixado na entrada de várias unidades informando que o serviço de saúde só retorna no dia 3 de janeiro, daqui há uma semana

0
179

Em meio a um surto de gripe, causado pela variante H2N3 que circula em território paraibano e tem lotado hospitais da rede pública e privada, a Prefeitura de Conde, no Litoral Sul, decretou recesso de fim de ano e o fechamento das unidades de saúde do município.

Um cartaz é visto fixado na entrada de várias unidades informando que o serviço de saúde só retorna no dia 3 de janeiro, daqui há uma semana.

Devido às portas fechadas da atenção básica, porta de entrada para casos desse tipo conforme os especialistas, o Pronto Atendimento apresentou superlotação, com diversos pacientes tendo que esperar na praça por atendimento.

Enquanto isso, é de conhecimento público que a prefeita Karla Pimentel não transita na cidade, muito menos chega a passar os cinco dias de trabalho em Conde. “Parabéns a quem trocou o voto por uma cesta básica e hoje tem essa prefeita”, reclamou um seguidor nas redes sociais. “É o Karinho”, ironizou outra, em alusão ao apelido da prefeita usando na campanha eleitoral.

Após a série de denúncias e vídeos mostrando longas filas de espera na unidade de Pronto Atendimento, Karla interrompeu o recesso e anunciou que retomará os atendimentos.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui