João Azevêdo: Moro interferiu em 2018 e tem projeto pessoal para 2022

Governador afirmou que o ex-ministro tentou interferir no pleito eleitoral em 2018, mas não deu certo e por isso ele se voltou contra “o criador”

0
198

O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) comentou, em entrevista nesta terça-feira (23), sobre a candidatura do ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (Podemos) à Presidência da República em 2022.

Para o chefe do Executivo estadual, a postulação de Moro à vaga é “exclusivamente um projeto pessoal”.

João enfatiza que o ex-ministro tentou interferir no pleito eleitoral em 2018, mas não deu certo e por isso ele se voltou contra “o criador”, sem citar o nome do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Moro aceitou o cargo de ministro no atual governo poucos meses após ter determinado a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Um homem que negou a politica, que usou a estrutura como juiz para interferir na eleição de 2018, e agora depois que não deu certo o seu projeto, se volta contra o criador, é realmente, unicamente e exclusivamente um projeto pessoal”, disse o governador à Arapuan FM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui